1. UM ANIVERSÁRIO ESPECIAL


    Encontro: 13/03/2020, Categorias: Hardcore, Madura Autor: umcasal, Fonte: xHamster

    Conhecemos à muito tempo o M numa rede social de conteúdo para adultos, e desde então tínhamos tido conversas esporádicas com ele, sobre diversas fantasias e tínhamos os mesmos gostos. Nos últimos tempos as conversas e os contactos sucediam-se com mais frequência e após já se terem partilhado algumas intimidades e nos termos vistos apenas por webcam formou-se na cabeça da minha mulher a ideia de nos encontrarmos com ele, e a ela agradava-lhe muito o género dele e numa determinada noite vieram ter com ela as fantasias mais loucas.
    
    Estávamos quase a entrar de férias e coincidia com essa data, o aniversário da minha esposa. No aniversário dela queria fazer algo diferente. Queria sair da rotina. Íamos sempre para fora mas passávamos essa data os dois sozinhos.
    
    Como o local escolhido para passarmos esses dias não distava muito da morada dele endereçamos-lhe um convite para se encontrar connosco para travarmos conhecimento pessoal Aceitou e ultimamos pormenores para o nosso encontro.
    
    Viajamos até ao local de destino e nesse mesmo dia teria lugar o encontro tão almejado pela minha rica esposa que amiúde ia ficando um pouco alterada, talvez até um pouco nervosa e ao mesmo tempo curiosa.
    
    Encontramo-nos e dirigimo-nos para um café onde discretamente ficámos bastante tempo trocando impressões sobre nós e sobre tudo o que nos levava a estarmos ali os três.
    
    Os primeiros minutos foram de algum nervosismo que nenhum de nós parecia demonstrar, a empatia já vinha das conversas ...
    ... na Net, mas também uma mistura de contentamento por afinal sermos fisicamente, aquilo que todos desejávamos.
    
    Ela olhava fixamente para aquele homem agora fisicamente presente, tinha um olhar penetrante, com boa figura, com uma presença confiante e com carisma. Maria percebeu que ele a olhava insistentemente, não se sentiu incomodada devolvendo alguns olhares atrevidos, ajeitando muitas vezes o cabelo, e passando ligeiramente os dedos pelos lábios.
    
    Depois de umas horas sentados num café conversando e entreolhando-nos, chegámos à fase de termos que falar no que se seguiria. O nosso interlocutor não podia permanecer ali mais tempo naquele dia e perguntou então o que pretendíamos nós pois por parte dele existiam condições para avançarmos para encontro em ambiente de intimidade. Como ela fazia anos no dia seguinte, tanto eu como ele, deixamos que a decisão coubesse a ela. Ele dizia que por ele existia empatia por nós e estava na disposição de ficar ao nosso dispor. É então que Maria diz que queria jantar no dia seguinte e ele perguntava: Mas jantar, jantar? A 2 ou a 3? Maria replicou e disse: “Quero jantar a três e depois quero “brincar” a três”. E como para bom entendedor meia palavra basta, ficámos assim e combinámos jantar no dia seguinte.
    
    Saímos cada qual com o seu destino e entre nós fomos falando do que poderíamos fazer ou não fazer e concluímos que estávamos hospedados num hotel com um quarto acolhedor, com uma cama enorme que reunia todas as condições para o que ...
«1234»