1. Minha esposa provocando meu amigo no Camping – Parte 2 - Editado


    Encontro: 20/02/2020, Categorias: Traição / Corno Autor: dudusaint, Fonte: ContoErotico

    Narrado por Sophia
    
    Chamo-me Sophia, esposa de Fernando, que escreveu a primeira parte desta história.
    
    Nunca escrevi sobre nossas aventuras, isso sempre ficou a cargo de Fernando, mas ele irá me auxiliar para que possa ser fiel à sua narrativa da primeira parte dessa história.
    
    Espero que curtam...
    
    Durante todo dia o amigo de Fernando, me secava descaradamente, e eu, apesar da presença de sua mulher, disfarçava e/ou me fazia de descuidada, provocava o amigo de meu marido e me excitava muito com isso, (ver a reação de vocês homens, que parecem que nunca viram mulher, infla nossa autoestima).
    
    Este tipo de situação meu marido adora que eu faça, mas parecia que não estava muito à vontade desta vez, talvez por ser alguém próximo da nossa rotina, mas eu não podia evitar (é culpa dele, que me incentivou e fez eu tomar gosto pela coisa no passado).
    
    Daniel, seu amigo, é um cara bem apessoado, e por morarmos em uma cidade pequena, já havia escutado falar algumas coisas a respeito dele que me despertavam um fogo já algum tempo, mas sempre me controlava.
    
    Desta vez eu queria deixá-lo louco, e parecia que tinha conseguido, deve ter ficado de pau duro e tocado uma punheta gostosa pensando em mim, eu imaginava.
    
    Mas continuando de onde Fernando tinha parado…
    
    Fernando me chupava com gosto, eu adoro isso, ele introduz ao máximo a língua em mim, sugava meu clitóris e tentava enfiar meus lábios vaginais em sua boca, sorvendo com vontade meu mel, lambia meu cu, o que me ...
    ... arrepiava a cada linguada, forçava tentando me comer a bunda com sua língua já treinada nesta função.
    
    O fato de ter Daniel ao meu lado me deixava mais excitada ainda, nunca tinha feito sexo com outra pessoa no mesmo ambiente, e isso estava me excitando ao extremo, ainda mais depois de tudo que havia provocado ele durante o dia.
    
    Ficava imaginado se ele estaria de pau duro, lembrando de mim e de tudo o que tinha admirado durante o dia, mas de repente fui surpreendida por uma mão que começou a apertar meus seios por cima da mini blusa que eu usava, não era Fernando, pois suas mãos erguiam meu quadril para facilitar a gostosa chupada que ele me dava.
    
    Era Daniel, fiquei sem reação, não sabia o que fazer, não sabia qual seria a reação de Fernando, não fiz nada, ele continuou alisando e apertando minhas tetas, e agora enfiava a mão sob a mini blusa, alisando e beliscando meus mamilos, minha respiração ficou ofegante, um misto de medo e tesão fez meu coração disparar, não conseguia tomar uma atitude, então tomei coragem, aquilo não podia continuar, segurei sua mão e afastei de meus seios, ele obedeceu sem resistência, mas agarrou meu pulso, levando minha mão para baixo, em direção ao seu pau, de repente sinto as costas de minha mão esbarrar em algo que estava em pé, exposto, naquela escuridão.
    
    Daniel esfrega minha mão naquele pau que dava a impressão de ser muito grande, resisto num primeiro instante, não agarro aquela piça e deixo ele esfregar as costas da minha mão nele, ...
«1234»